Top

Higor Amario de Souza é aluno de doutorado do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Computação no Instituto de Matemática e Estatística (IME) da USP. Desenvolve pesquisa em Engenharia de Software, atuando principalmente com depuração automatizada, localização de defeitos, cobertura de código e teste de integração.

NAP-SoL: No que você tem trabalhado atualmente?

Higor de Souza: Tenho trabalhado com o desenvolvimento de técnicas para automatizar a depuração de programas. A avaliação da eficácia das técnicas desenvolvidas para auxiliar os programadores na localização de defeitos é feita com uso de software livre. Estamos interessados em estudar o comportamento da depuração automatizada em programas com diferentes características: quantidade de linhas de código, cobertura dos testes automatizados, domínio e quantidade de defeitos. Atualmente, existem poucos programas disponíveis para uso em experimentos que atendam a esses requisitos. Um dos trabalhos que temos feito é identificar novos programas e prepará-los para uso em experimentação.

NAP-SoL: Porque você considera importante?

Higor de Souza: As tarefas de teste e depuração são responsáveis por até 75% do tempo gasto durante o desenvolvimento de programas. Dessa forma, automatizar a tarefa de localização de defeitos pode colaborar para reduzir custos com desenvolvimento, além disso, a identificação de defeitos também é útil para melhorar a qualidade de software.

NAP-SoL: Qual o objetivo da sua pesquisa?

Higor de Souza: O principal objetivo é aproximar a localização de defeitos automatizada do uso em ambientes reais de desenvolvimento, para isso, é necessário avaliar como desenvolvedores usam tais técnicas na prática. As técnicas existentes são avaliadas somente por alguns programas, em sua maioria contendo uma quantidade pequena de linhas de código e sem a participação de desenvolvedores. Realizar experimentos com desenvolvedores usando as técnicas de depuração automatizada é fundamental para compreender melhor como a depuração automatizada pode ser utilizada na indústria de software. 

Por: Natalí Silva

Apoio:

  • USP - Pró-Reitoria de Pesquisa
  • Capes
  • CNPq
  • Fapesp
//0x87h