Top

Por Flávia Cayres - Assessoria de Comunicação NAP-SoL

Estandes das unidades de ensino, pesquisa e inovação da Universidade de São Paulo (USP) puderam ser visitados de 23 a 25 de agosto na USPiTec, primeira feira de empreendedorismo inovação da universidade, realizada pela Agência de Inovação no campus da USP da zona leste na cidade de São Paulo.

O Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Sistemas Embarcados Críticos (INCT-SEC) e o Núcleo de Apoio à Pesquisa em Software Livre (NAP-SoL) participaram com demonstrações e exposições de pesquisas nas áreas de sistemas embarcados, robótica e software livre na feira que recebeu cerca de 10 mil visitantes, conforme a organização do evento.

De acordo com o coordenador do INCT-SEC e NAP-SoL,  Prof. Dr. José Carlos Maldonado, “essas redes de colaboração têm como premissa a relação entre a academia e a empresa, tendo o desenvolvimento da inovação em domínios de relevância social e econômico como parte  essencial. A divulgação e disseminação desses resultados motiva a consolidação e continuidade de programas voltados à constituição de redes de colaboração e de pesquisa com pleno envolvimento da indústria e governo".

Todo evento científico ou uma feira como esta “é uma síntese de um processo que culmina na mostra para a sociedade do que está sendo produzido e este evento evidencia como um todo o que a USP produz , o que muitas vezes,  fica diluído em suas diversas unidades”, afirma Maldonado.

O Prof. Dr. Denis Wolf menciona que “foi uma ótima oportunidade para expor as principais contribuições científicas e tecnológicas do INCT-SEC e aplicações práticas dos diversos projetos em andamento”. Além de apresentar ao público as funcionalidades dos Veículos Aéreos Não Tripulados (VANTs), de carros autônomos terrestres e aquáticos, o desenvolvimento e aplicações do software livre também foram expostos.

“Falamos sobre o que é um software livre, como pode ser implementado em diversas áreas de pesquisa e como amplia o lucro empresarial, além de agir como agente de mudança social”, explica o aluno de doutorado do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) e integrante do NAPSol, Rafael Messias. O NAP-SoL conta com a participação do ICMC, do Instituto de Matemática e Estatística (IME) e da Escola de Artes, Ciências e Humanidades (EACH), todos da USP.

Durante a abertura, estiveram presentes autoridades da área de ciência e tecnologia e dirigentes das unidades de ensino, além de representantes dá área de pesquisa e inovação brasileira que falaram dos desafios da relação entre academia e empresa.

Para o presidente da Frente Parlamentar em Defesa da Indústria Nacional e deputado federal Newton Lima, “O Brasil irá fazer frente à grande concorrência internacional de manufaturados, se for capaz de dar um salto de qualidade muito maior do que já foi feito. É preciso que tenhamos não só competência instalada, mas programas que apresentem fundamentação financeira aos programas de inovação sem interrupção e o país acordou para esta realidade”.

Apoio:

  • USP - Pró-Reitoria de Pesquisa
  • Capes
  • CNPq
  • Fapesp
//0x87h